O mercado está cada vez mais acirrado agora que a China está bem próxima aos números dos EUA nas startups chamadas de “unicórnios” (nome dado as startups com o valor de mercado muito acima da média).

Com o mercado investindo cada vez mais em inteligência artificial, empresas que vão de criação de aplicativos a aplicação de tecnologia na agricultura, agregando ainda mais não só nos antigos setores de robótica,  jogos online, mídia e propaganda digital

O volume de capital investido em startups chegou a US$ 140 bilhões no ano passado. Marcado como o primeiro em que os EUA não foram os líderes em investimento em empresas de tecnologia.

O relatório aponta ainda que os nichos explorados pelas startups que mais chamaram a atenção de investidores também mudaram, e essa alteração beneficia a China.

Os setores com mais investimento nos últimos 5 anos foram?

  • Produção avançada e robótica:
  • Tecnologias para agricultura (Agtech) e alimentação:
  • Blockchain, a tecnologia por trás do Bitcoin e outras criptomoedas:
  • Inteligência artificiale Big Data:

O estudo pontua, no entanto, que o Agtech é um segmento em que o Brasil poderia apostar. O relatório cita como exemplo de colaboração positiva entre universidade, centros de pesquisa e startups o que ocorre no país.