Reconhecimento facial apesar de já estar no mercado a alguns anos, chama atenção pelo seu considerável avanço e protagonismo nas mais diferentes vertentes.

Além de sua utilidade mais comum (autenticidade para desbloqueio em Smartphones, portas e até transportes públicos) o reconhecimento facial está começando a ser usado para identificar ameaças como por exemplo na área de entretenimento, em um show da artista pop Taylor Swift, que perseguida por centenas de Stalkers (fãs obcecados pela celebridade), aplicou a ferramenta em uma de suas apresentações. Um exemplo mais recente é a polícia britânica, que está realizando atualmente testes nas principais praças da capital, com o intuito de vigiar as ruas londrinas.

Assim, essa ferramenta amplia suas funcionalidades a cada passo dado, e em um curto espaço de tempo, pode ser que a tenhamos de diversas maneiras em nosso cotidiano.